Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Psicologia Para Si

Psicologia Para Si

Conceito de Ergonomia

Depois de relacionar a Ergonomia com alguns dos tópicos de alguns dos textos da Psicologia do Trabalho, chegou  então agora o momento de falar desta disciplina.  

O termo Ergonomia resulta da conjugação de duas palavras gregas: Ergon= Trabalho e Nomos = Lei, Regra.

A paternidade da expressão remonta ao Psiocólogo Inglês MURREL, e foi oficialmente adotada aquando da criação, na Grã-Bretanha em 1949 - Ergonomics Research Society - onde se reuniram psicólogos, fisiologistas e engenheiros ligados a problemas de adaptação do trabalho ao Homem.

Talves seja pois uutil reflectirmos sobre algumas definições que foram surgindo ao longo do tempo, por forma a compreendermos a maneira como a ergonomia evoluíu para os prórpios ergonomistas.  

Um definição bastante importante, por conter a fórmula clássica da Ergonomia - a adaptação do trabalho ao Homem, foi a proposta nos anos 70 pela SELF Societé d' Ergonomie de langue française : " A ergonomia pode ser definida como a adaptação do trabalho ao Homem, ou mais precisamente como a aplicação de conhecimentos científicos relativos ao Homem e necessários para conceber máquinas, ferramentas, e dispositivos que possam ser utilizados com o máximo de conforto, segurança e eficácia.  

Sendo uma definição apresentada pela SELF nos anos 70 foi inspirada na oba de três autores francófonos: Faverge, Leplat e Guiguet que em 1958 escreveu uma obra precisamente com a fórmula da Ergonomia: "A adaptação da máquina ao homem.

Por vezes, mais do que debitar definições é importante extrair algum sifnificado das suas permissas, e esta definição datada dos anos 70, concebe a ergonomia como uma disciplina prática - conceber máquinas, ferramentas e dispositivos a partir de conhecimentos científicos relativos ao Homem, que aponta assim também para a característica multidisciplinar  desta disciplina.

Além disto integra  a tríade concebida por Wiener (1971) - um médico do trabalho da Renault - que falou na Importância, da Eficácia, Segurança e Conforto.A ideia é conseguir uma conciliação entre os 3 factores, na acção ergonómica ao invés da sua oposição.

Embora a definição de Ergonima em determinados momentos históricos,e culturais vá variando o seu enfoque é importante dizer que em tempos se defendia precisamente o contrário da fórmula básica da Ergonomia como está expresso numa obra de Bonnardel intitulada: "A adaptação do Homem à máquina".

Hoje em dia a referência para a definição da Ergonomia é a proposta pela IEA em 2000 (Internacional Ergonomics Association)  a ideia da multidisciplinaridade e da opinião prática também está presente na primeira definição proposta pela IEA contudo alarga o saber desta disciplinas não só para a procução de ferramentas, máquina e dispositivos para os ambientes de trabalho mas, para o ambiente de trabalho, e  quer elaborar um corpo de conhecimentos científicos juntamente com as outras disciplinnas, pretende formar um conjunto de saberes específicos.

Já a definição da IEA (2000) tomada como referência Internacional, foi alicerçada em dois anos de discussão, e da qual podemos destacar os seguintes pontos:

1 - Apresentam a ergonomia como disciplina científica - é a ciência do Trabalho

2 - O seu objectivo - e a compreensão fundamental das interações entre os seres humanos e os outros ocmponentes de um sistema.

3 - Para além de ser um disciplina, distingue-se ainda como um profissão

4 - Apresenta áreas de especialização

"Apresentam a Ergonomia como uma disciplina científica,a ergonomia é a ciência do trabalho além disso explicitam o seu objectivo: compreensão fundamental das interações entres os seres humanos e osoutros componentes de um sistema. Apresenta-a também como uma profissão esta consideração tem pois duas implicações fundamentais: 

1ª  - Existiu o desenvolvimento das sociedades cientíificas, formações especializadas, procedimentos de certificação e organismos profissionais.

2º   - É uma disciplina com aplicação prática em sectores económicos muito específicos. Para além disso dizem ainda que um ergonomista tem de ter uma compreensão apurada do conjundo da disciplina levando em conta vários factores como os físicos os cognitivos, sociais, organizacionais, ambientais e outros ainda.  Relativamente às areas de especialização há ainda uma ressalva e distinção importante a fazer. Quando se fala em áreas de especialização devemos distingui-las de sectores. Sectores são por exemplo: ergonomia da condução automobilística;  Ergonomia dos serviços; ou ergonomia da concepção individual.

Outra importante assercção sobre a Ergonomia que fale a pena reflectir é exactamente que a Ergonomia: é uma disciplina orientada para o sistema que hoje se aplica a todos os aspectos da vida humana. 

Para o remate final resta-nos dizer que a Ergonomia produz conhecimentos acerca do ser humano em actividade. Este projecto acontece numa altura em que havia uma tendência das disciplinas em estudar o Homem fora do seu contexto, fora da tarefa actualmente, isto já não se processa desta maneira. Hoje o sujeito é visto e consequentemente estudado, investigado como sujeito finalizado, há uma visão, holística do sujeito, a Ergonomia não pretende tanto ou apenas estudar  sujeito em ação, é necessário tentar produzir conhecimentos úteis para a acção ergonómica.

 

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                         

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub